segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Pão milagre ou pão sem levedar


Já tinha feito este pão mas não me tinha convencido. Ficou pequeno mais parecia uma bolacha e nem sequer era nada de especial. Eu achei que era porque o pirex era grande e não era a melhor solução para cozer o pão!
Mas o fim de semana convidava a fazer um pãozinho - 9 da manhã frio lá fora e sem querer ir à rua - sem pão para o pequeno almoço e sem tempo para esperar 3 horas que levedasse.

O que usei:
350 gr água
620 de farinha tipo 65
1 pacote de fermento fresco (25gr)
20 gr de sal

Como fiz:
Liguei o forno a 200º
Coloquei a água com fermento na Kitchenaid e liguei na velocidade média durante 2 minutos.
Juntei a farinha e o sal e comecei a misturar na velocidade  baixa e depois fui aumentando até à média, cerca de 2 minutos.

Na bimby também não  pode ser mais fácil. No copo junta-se a água e o fermento e mistura-se 37º/ 2 min/ vel 2. Junta-se o sal e a farinha e amassa-se 2min/ vel espiga.

Pincelei uma panela de ferro fundido com azeite e coloquei lá dentro a massa em forma de bola, com uns cortes em cima, tapei e levei ao forno cerca de 30 minutos.
Ao fim deste tempo retirei a tampa e deixei mais 15 minutos para dourar e criar crosta.
Mais de metade foi logo quente ao pequeno almoço - ninguém quis almoçar!


quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Bife de vaca com molho cervejeira



Há dias em que apetece uma lambarice! Na maioria das vezes as minhas lambarices são pratos salgados com muitas calorias!

O que usei:
4 bifes de vaca
sal q.b.
Pimenta q.b.
2 colheres de sopa de banha
2 colheres de sopa de margarina
50 ml de óleo
4 ovos

160 grama manteiga
2 colher de sopa banha
3 dentes alho
2 folhas louro
2 colher de chá cheia mostarda
200 grama cerveja
2 gemas de ovo
1 c. sopa farinha
200 grama natas

Como fiz:
Comecei por fazer temperar os bifes com sal e pimenta. Reservei.
Numa frigideira antiaderente juntei a banha, a maragrina e o óleo e reservei.
No copo da Bimby coloquei os alhos e liguei 5 seg/vel 5. Juntei metade da margarina e a banha e liguei varoma/5 min/vel 1. Juntei o resto da margarina, o louro e a mostarda e liguei varoma/5 min/vel colher. Juntei a cerveja e voltei a ligar liguei varoma/2 min/vel colher. Numa tigela à parte misturei as gemas com as natas. Liguei a Bimby novamente a 100º/4 min/ vel colher e deitei os ovos e natas pelo bocal. Juntei a colher de farinha e liguei novamente 100º/1 min/vel colher.
Enquanto o molho foi fazendo fritei os bifes - mal passados como gostamos - e estrelei os ovos que coloquei a cavalo!
Reguei os bifes e os ovos com o molho e servi com batatas fritas.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Cesto de pão com ovo, bacon e queijo

Aos fins de semana gosto de ter um pequeno almoço digno desse nome. Se no sábado fiz estes waffles no domingo decidi fazer uma coisa mais substancial mas salgada e surgiu esta ideia.

O que usei:
8 fatias de bacon
8 fatias de pão de forma
4 ovos
sal e pimenta q.b.

Como fiz:
Comecei por ligar o forno a 180º.
Fritei o bacon numa frigideira antiaderente e enquanto isso forrei 4 formas de queques com 2 fatias de pão cada.
Coloquei 2 fatias de bacon em cada cesto e um ovo. temperei o ovo com sal e pimenta e coloquei no forno cerca de 7 a 8 minutos.
Não foi necessário untar as formas - o pão saiu bem, mas da próxima vez vou untar.
No meu prato coloquei um triângulo de queijo de barrar.
Ficaram muito bons!

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Javali na slowcooker




Há imenso tempo que queria uma panela slow cooker.
Apareceu uma no Lidl por um preço que me pareceu muito bem - se não gostasse de usar não era grave o investimento.
No fim de semana decidi utilizar - sem saber se havia perigo não queria logo deixar a trabalhar sozinha.
Fiz uma pá de porco para desfiar e comer em burritos, mas esqueci-me de fotografar, tão entusiasmada que estava com a suavidade da carne, desfiou-se completamente com 2 garfos.
Então no fim de semana seguinte decidi cozinhar um bocado de javali que me tinham dado - costoleta com cerca de 1.5 kg.
E desta vez já sai de casa para ir almoçar e ter o jantarinho pronto quando voltasse!

O que usei:
1,5 kg de javali - pedaço de costoleta inteiro
alho em pó q.b.
salsa seca q.b.
orégãos secos q.b.
paprika q.b.
sal q.b.
azeite q.b.
1 cebola cortada em rodelas
1/2 copo de vinho tinto
1/2 copo de água

Como fiz:
Comecei por juntar o alho em pó, os orégãos, a salsa, o sal e a paprika numa tigela. Reguei com azeite para fazer uma pasta.
Esfreguei toda a carne com essa pasta.
No fundo da panela coloquei a cebola cortada, o vinho e a água.
Coloquei a carne dentro da panela fechei e liguei na temperatura high. Esteve a cozinhar cerca de 8 horas.
O javali estava mesmo tenrinho e a carne soltava-se dos ossos.
Tanto os miúdos como os graúdos repetiram! Estava mesmo bom.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Perninhas de frango no forno



Assar frango no meu forno não é uma coisa muito comum cá em casa. Acho sempre que não é a mesma coisa do churrasco e por isso evito. Mas nas minhas incursões pela blogoesfera vejo sempre perninhas de frango lindas por isso achei que deveria dar mais uma oportunidade ao frango assado!

O que usei:
8 perninhas de frango (só os cotos)
sumo de 1 limão
orégãos
sal q.b.
alho em pó  q.b.
1 fio de azeite

Como fiz:
Retirei as perninhas do congelador e dentro do saco de congelação deitei o sumo de limão, os orégãos, o alho em pó e o azeite. Deixei no frigorífico a descongelar - e a marinar - de um dia para o outro.
Coloquei num tabuleiro com grelha - para os sucos não cozerem a carne - e temperei com sal. Levei ao forno cerca de 35 a 40 minutos a 200º. Durante a assadura fui virando as pernas para não se queimarem. Todos adorámos.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Stogonoff de pescada



As refeições de peixe cá em casa, se fossem planeadas pelos miúdos seriam sempre salmão ou salada de atum com feijão frade.
Por isso a imaginação por vezes tem de levar a melhor ou então é uma refilisse sem fim.
Um destes dias de fim de semana, que não me apetecia sair do sofá para cozinhar algo muito demorado pensei em fazer mimos de pescada em papelotes... mas isso obrigava a descascar batatas e fazer acompanhamentos que não me apetecia... Havia um restinho de arroz no frigorífico por isso lembrei-me de uma coisa com molho, et voilá saiu um strogonoff!

O que usei:
um fio de azeite
1/2 cebola picada
100 gr de polpa de tomate
uma embalagem de mimos de pescada (6 unidades)
1 lata de cogumelos
1 pacote de natas
1 colher de chá de orégãos
sal q.b.

Como fiz:
Coloquei um fio de azeite numa frigideira anti-aderente e fritei a cebola. Como deixei fritar demais acabei por retirá-la.
Juntei o peixe descongelado e coloquei por cima a polpa de tomate. Deixei cozinhar em lume médio.
Juntei o sal e os cogumelos e deixei apurar tudo, no total talvez uns 15 minutos.
Juntei as natas e os orégãos e deixei cozinhar as natas mais 5 minutos.
Servi com arroz de alho, batatas fritas e salada.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Bulgur com legumes assados e hamburguer no forno



Os acompanhamentos são o mais difícil de variar porque os miúdos querem sempre batatas, arroz ou massa e não comem mais nada.
Quando tenho mais vontade de variar acabo por fazer 2 acompanhamentos diferentes - normalmente comemos salada para não comer o arroz, batatas e massa.
Desta vez quis experimentar bulgur que apanhei numa promoção temática no LIDL sobre o médio oriente.

O que usei:
1 copo de bulgur
2 copos de água
sal q.b.
1 courgette
1 beringela
2 cenouras
cogumelos a gosto
sal q.b.
azeite q.b.
alecrim seco q.b.
tomilho seco q.b.
1 folha de louro
1 dente de alho esmagado com a casca

Como fiz:
Cortei os vegetais todos em rodelas pequenas e coloquei num tabuleiro de forno (tipo pirex) e temperei com azeite, sal, alecrim, tomilho, orégãos, louro, um dente de alho e coloquei no forno a 200º 20 minutos.
Entretanto coloquei o bulgur a cozer de acordo com as instruções do pacote - é basicamente como o arroz 1 medida de bulgur para 2 de água e temperar de sal.
No fim coloquei o bulgur no prato e cobri com os vegetais. Foi o acompanhamento de uns hamburgueres que coloquei no forno a assar enquanto assava os legumes.

Como sobrou não só bulgur como legumes assados juntei tudo na mesma caixa para guardar no figorífico para o dia seguinte. E não é que estava ainda melhor? O molho dos legumes hidratou ainda mais o bulgur e ficou delicioso. Dá uma refeição vegetariana fantástica! E também serve muito bem como salada num picnic, porque se come maravilhosamente frio.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Nuggets de frango


Uma das coisas que andava para fazer há muito tempo eram nuggets de frango, mas nunca houve oportunidade, ou porque gastava os peitos de frango noutras coisas ou porque não tinha tempo e acabava a congelar o frango antes de os processar...
Desta vez pus mesmo mão à obra e acho que valeu bem a pena.

O que usei:
1/2 kg de peito de frango
1 colher de chá de sal
2 dentes de alho
4 fatias de pão de forma sem côdea
1 iogurte natural
120 gr de leite
ovo e pão ralado para panar.

Como fiz:
Coloquei metade do frango na bimby e liguei 5 seg/ vel 7.
Retirei e repeti o processo com o frango restante.
Juntei as duas partes de frango no copo da bimby e juntei o pão, o iogurte, o leite e misturei tudo 15 seg/ vel  7.
Moldei bolinhas pequenas - rendeu 20 - que depois espalmei entre as mãos.
Panei com o ovo e o pão ralado e congelei para utilizar depois.
Sem descongelar coloquei num tabuleiro de forno e na temperatura de 200º cozi por cerca de 20 minutos.
Comemos tudo de uma vez... os miúdos adoraram!

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Gelados de fruta e iogurte






Os meus filhos, como todas as crianças, adoram gelados. Mas nem sempre eu deixo comer porque tem muito açúcar, porque já comeram outras guloseimas... Mas descobri estes que podem comer a toda a hora, pode não ter açúcar nenhum depende do gosto, são feitos em casa e podem ser do sabor que eles mais gostarem.

O que usei:
1 iogurte grego açúcarado (ou natural com uma colher de açúcar amarelo)
1 colher de café de extrato de baunilha
200 gr de fruta (o de cima foi com mirtilos o de baixo com pêssego)

Como fiz:
Misturei o iogurte com o extrato de baunilha, e dividi pelas formas de gelados. Coloquei a gelar durante 2 horas.
Triturei a fruta na bimby, 5 seg/vel 8 e distribui pelas formas em cima do iogurte já congelado. Deixei no mínimo mais 2 horas.
Este é o modo como fiz os de pêssego, os de mirtilo coloquei tudo na bimby e liguei 5seg/vel 10.
Eu gostei bastante dos 2 (já fiz de kiwi e de morango) mas os miúdos não gostaram muito dos de mirtilos - ficam mais ácidos.


sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Entrada de chourição e ovo de codorniz

Num dia em que recebi amigos para almoçar queria fazer umas entradas diferentes das que costumo - rissóis, croquetes, pão recheado...
E lembrei-me que tinha uns ovos de codorniz no frigorífico... talvez possa fazer umas torradas com ovo?!?!

O que usei:
1 baguete rústica
azeite q.b.
2 dentes de alho
rodelas de chouriço de porco preto
ovos de codorniz

Como fiz:
Cortei a baguete ao meio no sentido longitudinal.
Barrei com os dentes de alho e reguei com um fio de azeite.
Cortei em quadrados e coloquei no forno a tostar um pouquinho - 3 minutos a 250º.
Coloquei o chouriço por cima e os ovos de codorniz estrelados.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Filetes de peixe espada preto de 2 maneiras






Uma coisa que adoro são filetes de peixe espada preto e desde que tenho a fritadeira sem óleo ainda não tinha experimentado fazer.
Acabei por não ter grande paciência em esperar pelas duas vezes que precisava e coloquei metade no forno.

O que usei:
0,5 kg de filetes de peixe espada preto
2 ovos
farinha de trigo q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.
sumo de 1 limão

Como fiz:
Temperei os filetes com sumo de limão, sal e pimenta a gosto.
Passei-os na farinha e depois em ovo batido.
Coloquei metade dos filetes na fritadeira sem óleo e o resto no forno a 200º durante 15 minutos, acho...
Ficaram diferentes, quer na textura do polme quer de imagem. Eu pessoalmente gostei mais dos do forno, o que veio confirmar a minha desilusão com a fritadeira sem óleo. Para mim funciona para carne e batatas pré-fritas.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Fritatta de vegetais e fiambre




Tinha uns restos para o jantar que não queria desperdiçar mas não era suficiente para todos, então lembrei-me que também tinha uns legumes a precisarem de ser consumidos... então nada melhor que uma fritatta para aproveitar tudo.

O que usei:
6 ovos
uma mão cheia de tomate cherry
1/4 pimento verde
1/4 pimento vermelho
100 gr de fiambre fatiado
sal q.b.
pimenta q.b.

Como fiz:
Bati os ovos e temperei com sal e pimenta.
Cortei os legumes e o fiambre em tiras pequenas e misturei nos ovos.
Coloquei numa frigideira com cabo de ferro e cozi no forno por 20 minutos a 200º.


terça-feira, 22 de agosto de 2017

Peito de pombo com risotto de cogumelos e espargos



Tenho alguns amigos pescadores e caçadores que de vez em quando me dão o resultado das suas incursões pela natureza.
Foi o caso deste pombos. 14 pombos que entraram na minha casa e eu sem saber o que fazer com eles. Confesso até que não é uma carne de eleição para mim.

O que usei:
14 pombos (éramos 7 adultos e 3 crianças e ainda sobrou pombo)
margarina q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.
alecrim fresco

Como fiz:
Depenei os pombos e retirei apenas os peitos. O resto cozinhei utilizei noutra receita.
Deixei repousar de um dia para o outro no frigorífico sem qualquer tempero.
Enquanto preparava o risotto (só não coloquei o bacon) temperei os peitos de pombo com sal e pimenta e fritei em margarina com o alecrim lá dentro.
Deixei os peitos repousarem cerca de 5 minutos e depois fatiei e coloquei por cima do risotto.
Estava muito bom, mesmo para quem não aprecia pombo!

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Salada verde com toranja

 



O meu filho veio da escola e perguntou-me o que era toranja. Toranja é uma espécie de laranja amarga meio cor de rosa. Oh mãe uma laranja cor de rosa????
Por isso fui à frutaria e comprei UMA toranja, pois nem eu nem ninguém cá em casa iria gostar deste citrino.
Andou na fruteira uma data de dias até eu decidir fazer uma salada verde com toranja.

O que usei:
Uma mistura de alface frisada verde e roxa
milho doce a gosto
1 toranja
nozes a gosto

azeite q.b.
sal q.b.


Como fiz:
Cortei as alfaces em juliana e juntei todos os restantes ingrediente.
Temperei com azeite e sal. Não juntei mais nenhum ácido pois a toranja já lhe dá esse sabor.
Como este sabor para mim é muito acre servi com canellonnis que é um prato mais adocicado.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Couscous rápidos



Cá em casa somos fãs do IKEA, das mobilias, dos utensilios, dos brinquedos e até das comidas.
Quando lá vamos costumamos também lá comer e um dos menus são as almôndegas vegetarianas que acompanham com couscous.
Como as almôndegas se podem trazer para casa só falta fazer o couscous...

O que usei:
1 copo de couscous
1 copo de água a ferver
2 colheres de azeite
Tomate cherry
Folhas de manjericão q.b.

Como fiz:
Juntei os couscous com a água e esperei 5 minutos.
Entretanto numa figideira fritei o tomate cherry no azeite e juntei o manjericão. Juntei este preparado aos couscous e servi!
Não podia ser mais rápido.


sexta-feira, 16 de junho de 2017

Canelloni de perú à bolonhesa


Abriu um talho em Lisboa, perto da casa da minha mãe que tem carne maravilhosa e eu aproveito para comprar a carne lá e trazer para o Alentejo.
Queria um pouco de carne de perú picada e o vendedor disse-me que se eu quisesse ele desossava uma perna e picava tudo... perfeito é a parte mais barata e vem sem as canicúlas... Maravilha. O problema é que rendeu 2,5 kg de carne picada.
Quando cheguei a casa não congelei logo a carne porque não tive oportunidade de a dividir em doses por isso acabei por cozinhá-la toda de uma vez.

O que usei:
2,5 kg de carne de perú picada
1 fio de azeite
1 cebola
2 talos de aipo
4 tomates
2 cenouras picadas
polpa de tomate q.b.
1 copo de vinho branco
Pimenta q.b.
Caldo de galinha feito na bimby

Como fiz:
Coloquei o azeite no tacho e juntei a cebola picada, o aipo picado, o tomate picado e as cenouras picadas.
Deixei fritar um pouco e juntei a carne para fritar.
Quando perdeu a cor rosada juntei a polpa de tomate, o vinho e a água e deixei em lume brando por cerca de 1 hora e meia.
Dividi a carne em 4 porções e com uma delas fiz os canelloni, As restantes congelei.
Recheei com a ajuda de uma colher e coloquei num tabuleiro de forno.
Cobri com bechamel feito na bimby.
Juntei no copo 600 gr de leite, 60 gr de farinha de trigo sem fermento, sal e noz moscada q.b. e 40 gr de margarina. Liguei 90º/ 8 min/ vel 4.
Levei ao forno a 200º até estar dourado.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Carpaccio de abacaxi com maracujá


Eu adoro o Blogue da Isabel. Tem coisas fantásticas e sou leitora assídua!
Um dia estava a ler o blogue e deparei-me com uma ideia fantástica - não é bem uma receita - e copiei logo nesse dia!
Claro que não me arrependi!

O que usei:
1 abacaxi
2 maracujás
folhas de hortelã

Como fiz:
Descasquei o abacaxi e retirei-lhe todos os "olhinhos".
Cortei na abertura mais pequena da minha mandochef.
Coloquei num prato de pé alto a fazer uma espiral e cobri com o sumo e polpa dos maracujás.
Piquei grosseiramente a hortelã e salpiquei.

Adorei esta sobremesa! Para o meu gosto pessoal só dispensava a hortelã!

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Hamburguer sem hidratos



Ando numa fase de comer mais legumes e menos hidratos e quando um dia a ementa apresentava hamburgueres no pão, pensei em fazer hamburgueres de cogumelos com esparguete de courgete.

O que usei:
4 hamburgueres de novilho preparados no talho
2 cogumelos portubelo para mim (para o resto dos comensais foi mesmo pão de hamburguer)
Raspas de queijo parmesão
2 courgetes cortadas em juliana
1 folha de louro
1 dente de alho
1 fio de azeite
sal q.b.
pimenta q.b
orégãos q.b.
mangericão seco q.b.

Como fiz:
Acendi o forno a 200º e coloquei num tabuleiro de forno os cogumelos  com sal e pimenta e os hamburgueres (estes já estão temperados).
Deixei até estarem cozinhados a gosto - atenção à água que os cogumelos largam.
Numa frigideira antiaderente cocloquei um fio de azeite, a folha de louro e o dente de alho esborrachado.
Juntei a courgette cortada em juliana e temprerei de sal e pimenta, os orégãos e o mangericão. Deixei saltear cerca de 4 a 5 minutos.
Coloquei o hamburguer entre os dois cogumelos, com umas raspas de queijo parmesão e acompanhei com o esparguete de courgete.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Pão de deus



Gosto muito do blogue da Isabel Zibaia Rafael e por isso vejo-o praticamente todos os dias.
Quando ela publicou a receita de pão de deus soube logo que isso ia fazer parte do pequeno almoço desse fim de semana.
Mas tenho sempre de fazer as minhas adaptações - e pão de deus, para mim, lembra-me automaticamente o da padaria portuguesa, mal cozido com a cobertura húmida... vamos lá experimentar!

O que usei:
600 gr de farinha de trigo
2 ovos
100 gr de margarina
1 colher de chá de raspa de limão
130 gr de açúcar
1 pacote de fermento de padeiro seco
100 gr de água morna
75 gr de leite morno
1 pitada de sal

140 gr de coco ralado
140 gr de açúcar
8 gr de açúcar baunilhado
3 ovos
1 gema
1 colher de sopa de água
Açúcar em pó q.b. para polvilhar

Como fiz:
Coloquei a farinha, o fermento, a raspa do limão, o açúcar, a margarina, o sal, os ovos e a água na Kitchenaid, com o braço de amassar e liguei na velocidade 4, Deixei amassar cerca de 10 minutos.
Retirei a taça tapei e deixei levedar cerca de 1 hora.
Retirei a massa da taça, que despega facilmente, e coloquei num tabuleiro untado. Deixei levedar durante 30 minutos.
Liguei o forno a 200º.
Numa outra tigela misturei o coco ralado, o açúcar, o açúcar baunilhado e os ovos e misturei.
Coloquei por cima da massa no tabuleiro e com uma faca cortei a massa em doze quadrados.
Deixei cozer cerca de 20 minutos.
Achei que a massa ficou cozida como eu queria mas a cobertur ficou pouco húmida por isso da próxima vez vou juntar leite...

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Couscous de legumes grelhados com perca grelhada



Peixe grelhado com batatas cozidas... sempre. não quero mais este acompanhamento... estou farta de batatas cozidas. Vou procurar na despensa talvez arroz selvagem ah! tenho aqui couscous...


O que usei:
1 copo de couscous
1 copo de água a ferver

1/2 beringela
1 courgette
250 gr de espargos
200 gr de tomate cherry
1/2 pimento verde
1/2 pimento vermelho
azeite q.b.
sal q.b.

Como fiz:
Cortei todos os legumes em cubos e coloquei num tabuleiro de forno. Requei com azeite e temperei de sal.
Assei durante meia hora a 200º.
Fervi água e juntei um copo de água com os couscous numa tigela, tapei com um prato e deixei hidratar.
Quando os legumes estavam assados juntei-os aos couscous com o molho que estava no tabuleiro.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Tagliatelle de courgete


Muitas vezes os miúdos querem hamburgueres e para mim é das comidas mais rápidas de fazer quando me esqueço de descongelar carne. Retiro-os do congelador diretos para o forno e em 20 minutos estão cozinhados. Mas pelo menos para os adultos tento acompanhar com coisas diferentes que não sempre as batatas fritas ou arroz.
Desta vez foi mais um salteado de courgette mas com um corte diferente.

O que usei:
2 courgettes pequenas
sal q.b.
pimenta q.b.
orégãos q.b.
1 folha de louro
1 fio de azeite
manjericão seco q.b.
1 dente de alho

Como fiz:
Cortei as courgettes com um descascador de legumes, em tiras.
Numa frigideira de fundo antiaderente coloquei um fio de azeite, o alho esmagado, a folha de louro e deixei aquecer.
Juntei as courgettes e temperei de sal, pimenta, orégão e manjericão.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Quiche de espinafres



Tenho a sorte de ter família e amigos que me dão coisas dos seus montes, quintais hortas...
Desta vez foram 2 molhos gigantes de espinafres para acabar a época. Depois de esparregado, sopa e espinafres salteados ainda sobraram imensos que não podia deixar estragar. Vou fazer uma quiche para congelar e usar quando precisar.

O que usei:
300 gr de farinha de trigo T65
170 gr de margarina
70 gr de água
1/2 colher de chá de sal
1/2 colher de cháaçúcar

Cerca de 400 gr de folhas de espinafres
200 gr de bacon
1 dente de alho
1 folha de louro
4 ovos
1 pacote de natas
sal q.b.
pimenta q.b.
noz moscada q.b.

Como fiz
Coloquei no copo da bimby todos os ingredientes para a massa quebrada e liguei 15 seg/vel 6.
Tirei da bimby e estendi com um rolo da massa até ficar fininha e cobrir totalmente uma forma de tarte de 26 cm.
Numa frigideira antiaderente coloquei o bacon partido em pedaços pequenos e fritei até largar o máximo de gordura. Juntei o alho esborrachado e a folha de louro e juntei os espinafres que salteei até murcharem por completo.
Retirei o alho e o louro e coloquei dentro da tarteira forrada com a massa. Não juntei nenhum sal aqui pois o bacon já tem suficiente.
Bati os ovos numa tigela e juntei as natas e temperei com sal, noz moscada e pimenta. Deitei por cima dos espinafres e cobri com película aderente e coloquei na arca congeladora.
Num dia que não tinha descongelado nada para o jantar porque havia uns restos, mas não eram suficientes para todos, tirei a quiche e coloquei diretamente no forno a 200º, durante cerca de 40 minutos.
Comi com a salada de todos os dias.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Brucheta de muxama de atum



Li num artigo de jornal que existia uma forma de comer atum como o presunto - atum curado que se chama muxama.
Toda a minha infância e adolescência vi os meus pais fazerem compras nas mercearias da baixa de Lisboa, especialmente na Rua do Arsenal onde o meu pai comprava o melhor bacalhau que eu alguma vez comi na vida, por isso quando vi que a muxama se vendia ali tentei sempre que ia a Lisboa ir lá comprar a tal iguaria.
Gostei, mas não fiquei deslumbrada.

O que usei:
1 pão de mistura torrado
1/4 de pimento assado de conserva
fatias muito finas de muxama
1 fio de azeite
folhas de manjericão fresco

Como fiz:
Torrei o pão e coloquei os pimentos partidos em tiras finas por cima.
Cobri com a muxama e as folhas de majericão e o fio de azeite.
Depois foi só comer com um belo copo de vinho tinto.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Risotto de salmão



Risotto é decididamente o meu prato italiano preferido! Até o meu, que não é bem um risotto, é mesmo comida de conforto!

O que usei:
1 lombo de salmão com 350gr
1/2 cebola picada
1 fio de azeite
1 cubo de caldo de marisco
1 copo de arroz arbóreo
água q.b.
queijo parmesão ralado
sal q,b,
pimenta q.b.

Como fiz:
Cortei o salmão em cubos e retirei a pele (aqui na minha zona há uma peixaria que é fábrica de congelados e têm uns lombos de salmão com pele incríveis).
Coloquei num tacho com fundo antiaderente o fio de azeite e a cebola e deixei cozinhar até ficar translúcida. Juntei o salmão e o arroz e mexi até envolver bem.
Juntei o caldo de marisco e fui adicionando a água aos poucos, mexendo sempre. Retifiquei os temperos (sal e pimenta).
No final em cada prato adicionei o queijo ralado porque o meu marido não gosta de queijo, mas fica muito melhor se desfizer o queijo no arroz ainda ao lume!

quinta-feira, 30 de março de 2017

Shortbread



Depois de uma viagem a Dublin cheguei a casa e quis fazer shortbread, que é uma bolacha típica da Grã Bretanha, que se faz só com apenas 3 ingredientes e é uma maravilha.

O que usei:
125gr de manteiga (com sal)
55 gr de açúcar
180 gr de farinha de trigo

Como fiz:
Liguei o forno a 190º
Bati o açúcar com a manteiga amolecida até obter um creme branco, com o triplo do tamanho, talvez uns 10 minutos na velocidade média da batedeira.
Juntei a farinha e bati até tre uma massa moldável.
Coloquei entre 2 folhas de papel vegetal e estendi a massa até ter 1,5 cm de espessura.
Cortei em retangulos e fiz uns furinhos com um garfo.
Cozi no forno cerca de 15 a 20 minutos, até ficarem douradas em cima.

terça-feira, 28 de março de 2017

Solha assada no forno



Tinha solha a descongelar para o jantar de sábado mas a preguiça de a ir fritar levou-me a pensar em fazer no forno... pois, no forno até fazia logo o acompanhamento.

O que usei:
1/2 kg de solha para fritar
6 a 8 batatas 
150 gr de tomate cherry
1 cebola
1 colher de sopa de colorau
sal q.b.
pimenta q.b.
3 dentes de alho esmagados
1 folha de louro
1/2 copo de vinho branco
1 fio de azeite bem generoso

Como fiz:
Descasquei as batatas e a cebola e corteias com a minha mando chef.
Coloquei a cebola no fundo de um tabuleiro de forno e por cima as batatas. Coloquei as postas de solha por cima, temperei de sal  e pimenta e deitei o colorau por cima da peixe.
Reguei com o fio de azeite e o vinho branco.
Coloquei os dentes de alho esmagados no tabuleiro e o louro. Coloquei os tomates cherry no tabuleiro e coloquei no forno 1 hora a 180º.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Brownie de beterraba



O meu marido chegou a casa e disse-me - "vi num site uma data de sobremesas saudáveis. Podías experimentar".
Nem de propósito nesse dia tinha visto no blog Hoje para jantar um brownie de beterraba e no frigorífico tinha um embalagem de beterraba cozida a pedir para ser comida.

O que usei:
300 gr de chocolate negro de 70% mínimo de cacau
300 gr de beterraba cozida
3 ovos
100 gr de margarina derretida
250 gr de açúcar amarelo
100 gr de farinha de trigo sem fermento
1 colher de chá de extrato de baunilha
20 gr de cacau em pó.

2 colheres de sopa de sementes de abóbora

Como fiz:
Liguei o forno a 180ª.
Coloquei 200 gr de chocolate no copo da bimby e dei 3 golpes de turbo.
Juntei a beterraba e liguei 1 minuto velocidade 5.
Retirei e reservei.
No copo coloquei os ovos, o açúcar e a margarina e liguei 1 min/ vel 5.
Juntei o cacau e bati 10 seg/ vel 5. Juntei a mistura do chocolate e beterraba e liguei 10 seg/ vel 5.
Juntei a farinha e bati 15 seg/vel 3.
Parti os restantes 100 gr de chocolate em pedaços grosseiros e juntei ao preparado com as sementes de abóbora. Misturei até estarem incorporados.
Coloquei num tabuleiro untado e forrado com papel vegetal a mistura do bolo dentro do forno por 35 minutos.