terça-feira, 19 de setembro de 2017

Filetes de peixe espada preto de 2 maneiras






Uma coisa que adoro são filetes de peixe espada preto e desde que tenho a fritadeira sem óleo ainda não tinha experimentado fazer.
Acabei por não ter grande paciência em esperar pelas duas vezes que precisava e coloquei metade no forno.

O que usei:
0,5 kg de filetes de peixe espada preto
2 ovos
farinha de trigo q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.
sumo de 1 limão

Como fiz:
Temperei os filetes com sumo de limão, sal e pimenta a gosto.
Passei-os na farinha e depois em ovo batido.
Coloquei metade dos filetes na fritadeira sem óleo e o resto no forno a 200º durante 15 minutos, acho...
Ficaram diferentes, quer na textura do polme quer de imagem. Eu pessoalmente gostei mais dos do forno, o que veio confirmar a minha desilusão com a fritadeira sem óleo. Para mim funciona para carne e batatas pré-fritas.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Fritatta de vegetais e fiambre




Tinha uns restos para o jantar que não queria desperdiçar mas não era suficiente para todos, então lembrei-me que também tinha uns legumes a precisarem de ser consumidos... então nada melhor que uma fritatta para aproveitar tudo.

O que usei:
6 ovos
uma mão cheia de tomate cherry
1/4 pimento verde
1/4 pimento vermelho
100 gr de fiambre fatiado
sal q.b.
pimenta q.b.

Como fiz:
Bati os ovos e temperei com sal e pimenta.
Cortei os legumes e o fiambre em tiras pequenas e misturei nos ovos.
Coloquei numa frigideira com cabo de ferro e cozi no forno por 20 minutos a 200º.


terça-feira, 22 de agosto de 2017

Peito de pombo com risotto de cogumelos e espargos



Tenho alguns amigos pescadores e caçadores que de vez em quando me dão o resultado das suas incursões pela natureza.
Foi o caso deste pombos. 14 pombos que entraram na minha casa e eu sem saber o que fazer com eles. Confesso até que não é uma carne de eleição para mim.

O que usei:
14 pombos (éramos 7 adultos e 3 crianças e ainda sobrou pombo)
margarina q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.
alecrim fresco

Como fiz:
Depenei os pombos e retirei apenas os peitos. O resto cozinhei utilizei noutra receita.
Deixei repousar de um dia para o outro no frigorífico sem qualquer tempero.
Enquanto preparava o risotto (só não coloquei o bacon) temperei os peitos de pombo com sal e pimenta e fritei em margarina com o alecrim lá dentro.
Deixei os peitos repousarem cerca de 5 minutos e depois fatiei e coloquei por cima do risotto.
Estava muito bom, mesmo para quem não aprecia pombo!

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Salada verde com toranja

 



O meu filho veio da escola e perguntou-me o que era toranja. Toranja é uma espécie de laranja amarga meio cor de rosa. Oh mãe uma laranja cor de rosa????
Por isso fui à frutaria e comprei UMA toranja, pois nem eu nem ninguém cá em casa iria gostar deste citrino.
Andou na fruteira uma data de dias até eu decidir fazer uma salada verde com toranja.

O que usei:
Uma mistura de alface frisada verde e roxa
milho doce a gosto
1 toranja
nozes a gosto

azeite q.b.
sal q.b.


Como fiz:
Cortei as alfaces em juliana e juntei todos os restantes ingrediente.
Temperei com azeite e sal. Não juntei mais nenhum ácido pois a toranja já lhe dá esse sabor.
Como este sabor para mim é muito acre servi com canellonnis que é um prato mais adocicado.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Couscous rápidos



Cá em casa somos fãs do IKEA, das mobilias, dos utensilios, dos brinquedos e até das comidas.
Quando lá vamos costumamos também lá comer e um dos menus são as almôndegas vegetarianas que acompanham com couscous.
Como as almôndegas se podem trazer para casa só falta fazer o couscous...

O que usei:
1 copo de couscous
1 copo de água a ferver
2 colheres de azeite
Tomate cherry
Folhas de manjericão q.b.

Como fiz:
Juntei os couscous com a água e esperei 5 minutos.
Entretanto numa figideira fritei o tomate cherry no azeite e juntei o manjericão. Juntei este preparado aos couscous e servi!
Não podia ser mais rápido.


sexta-feira, 16 de junho de 2017

Canelloni de perú à bolonhesa


Abriu um talho em Lisboa, perto da casa da minha mãe que tem carne maravilhosa e eu aproveito para comprar a carne lá e trazer para o Alentejo.
Queria um pouco de carne de perú picada e o vendedor disse-me que se eu quisesse ele desossava uma perna e picava tudo... perfeito é a parte mais barata e vem sem as canicúlas... Maravilha. O problema é que rendeu 2,5 kg de carne picada.
Quando cheguei a casa não congelei logo a carne porque não tive oportunidade de a dividir em doses por isso acabei por cozinhá-la toda de uma vez.

O que usei:
2,5 kg de carne de perú picada
1 fio de azeite
1 cebola
2 talos de aipo
4 tomates
2 cenouras picadas
polpa de tomate q.b.
1 copo de vinho branco
Pimenta q.b.
Caldo de galinha feito na bimby

Como fiz:
Coloquei o azeite no tacho e juntei a cebola picada, o aipo picado, o tomate picado e as cenouras picadas.
Deixei fritar um pouco e juntei a carne para fritar.
Quando perdeu a cor rosada juntei a polpa de tomate, o vinho e a água e deixei em lume brando por cerca de 1 hora e meia.
Dividi a carne em 4 porções e com uma delas fiz os canelloni, As restantes congelei.
Recheei com a ajuda de uma colher e coloquei num tabuleiro de forno.
Cobri com bechamel feito na bimby.
Juntei no copo 600 gr de leite, 60 gr de farinha de trigo sem fermento, sal e noz moscada q.b. e 40 gr de margarina. Liguei 90º/ 8 min/ vel 4.
Levei ao forno a 200º até estar dourado.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Carpaccio de abacaxi com maracujá


Eu adoro o Blogue da Isabel. Tem coisas fantásticas e sou leitora assídua!
Um dia estava a ler o blogue e deparei-me com uma ideia fantástica - não é bem uma receita - e copiei logo nesse dia!
Claro que não me arrependi!

O que usei:
1 abacaxi
2 maracujás
folhas de hortelã

Como fiz:
Descasquei o abacaxi e retirei-lhe todos os "olhinhos".
Cortei na abertura mais pequena da minha mandochef.
Coloquei num prato de pé alto a fazer uma espiral e cobri com o sumo e polpa dos maracujás.
Piquei grosseiramente a hortelã e salpiquei.

Adorei esta sobremesa! Para o meu gosto pessoal só dispensava a hortelã!