segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Pão milagre ou pão sem levedar


Já tinha feito este pão mas não me tinha convencido. Ficou pequeno mais parecia uma bolacha e nem sequer era nada de especial. Eu achei que era porque o pirex era grande e não era a melhor solução para cozer o pão!
Mas o fim de semana convidava a fazer um pãozinho - 9 da manhã frio lá fora e sem querer ir à rua - sem pão para o pequeno almoço e sem tempo para esperar 3 horas que levedasse.

O que usei:
350 gr água
620 de farinha tipo 65
1 pacote de fermento fresco (25gr)
20 gr de sal

Como fiz:
Liguei o forno a 200º
Coloquei a água com fermento na Kitchenaid e liguei na velocidade média durante 2 minutos.
Juntei a farinha e o sal e comecei a misturar na velocidade  baixa e depois fui aumentando até à média, cerca de 2 minutos.

Na bimby também não  pode ser mais fácil. No copo junta-se a água e o fermento e mistura-se 37º/ 2 min/ vel 2. Junta-se o sal e a farinha e amassa-se 2min/ vel espiga.

Pincelei uma panela de ferro fundido com azeite e coloquei lá dentro a massa em forma de bola, com uns cortes em cima, tapei e levei ao forno cerca de 30 minutos.
Ao fim deste tempo retirei a tampa e deixei mais 15 minutos para dourar e criar crosta.
Mais de metade foi logo quente ao pequeno almoço - ninguém quis almoçar!


quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Bife de vaca com molho cervejeira



Há dias em que apetece uma lambarice! Na maioria das vezes as minhas lambarices são pratos salgados com muitas calorias!

O que usei:
4 bifes de vaca
sal q.b.
Pimenta q.b.
2 colheres de sopa de banha
2 colheres de sopa de margarina
50 ml de óleo
4 ovos

160 grama manteiga
2 colher de sopa banha
3 dentes alho
2 folhas louro
2 colher de chá cheia mostarda
200 grama cerveja
2 gemas de ovo
1 c. sopa farinha
200 grama natas

Como fiz:
Comecei por fazer temperar os bifes com sal e pimenta. Reservei.
Numa frigideira antiaderente juntei a banha, a maragrina e o óleo e reservei.
No copo da Bimby coloquei os alhos e liguei 5 seg/vel 5. Juntei metade da margarina e a banha e liguei varoma/5 min/vel 1. Juntei o resto da margarina, o louro e a mostarda e liguei varoma/5 min/vel colher. Juntei a cerveja e voltei a ligar liguei varoma/2 min/vel colher. Numa tigela à parte misturei as gemas com as natas. Liguei a Bimby novamente a 100º/4 min/ vel colher e deitei os ovos e natas pelo bocal. Juntei a colher de farinha e liguei novamente 100º/1 min/vel colher.
Enquanto o molho foi fazendo fritei os bifes - mal passados como gostamos - e estrelei os ovos que coloquei a cavalo!
Reguei os bifes e os ovos com o molho e servi com batatas fritas.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Cesto de pão com ovo, bacon e queijo

Aos fins de semana gosto de ter um pequeno almoço digno desse nome. Se no sábado fiz estes waffles no domingo decidi fazer uma coisa mais substancial mas salgada e surgiu esta ideia.

O que usei:
8 fatias de bacon
8 fatias de pão de forma
4 ovos
sal e pimenta q.b.

Como fiz:
Comecei por ligar o forno a 180º.
Fritei o bacon numa frigideira antiaderente e enquanto isso forrei 4 formas de queques com 2 fatias de pão cada.
Coloquei 2 fatias de bacon em cada cesto e um ovo. temperei o ovo com sal e pimenta e coloquei no forno cerca de 7 a 8 minutos.
Não foi necessário untar as formas - o pão saiu bem, mas da próxima vez vou untar.
No meu prato coloquei um triângulo de queijo de barrar.
Ficaram muito bons!

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Javali na slowcooker




Há imenso tempo que queria uma panela slow cooker.
Apareceu uma no Lidl por um preço que me pareceu muito bem - se não gostasse de usar não era grave o investimento.
No fim de semana decidi utilizar - sem saber se havia perigo não queria logo deixar a trabalhar sozinha.
Fiz uma pá de porco para desfiar e comer em burritos, mas esqueci-me de fotografar, tão entusiasmada que estava com a suavidade da carne, desfiou-se completamente com 2 garfos.
Então no fim de semana seguinte decidi cozinhar um bocado de javali que me tinham dado - costoleta com cerca de 1.5 kg.
E desta vez já sai de casa para ir almoçar e ter o jantarinho pronto quando voltasse!

O que usei:
1,5 kg de javali - pedaço de costoleta inteiro
alho em pó q.b.
salsa seca q.b.
orégãos secos q.b.
paprika q.b.
sal q.b.
azeite q.b.
1 cebola cortada em rodelas
1/2 copo de vinho tinto
1/2 copo de água

Como fiz:
Comecei por juntar o alho em pó, os orégãos, a salsa, o sal e a paprika numa tigela. Reguei com azeite para fazer uma pasta.
Esfreguei toda a carne com essa pasta.
No fundo da panela coloquei a cebola cortada, o vinho e a água.
Coloquei a carne dentro da panela fechei e liguei na temperatura high. Esteve a cozinhar cerca de 8 horas.
O javali estava mesmo tenrinho e a carne soltava-se dos ossos.
Tanto os miúdos como os graúdos repetiram! Estava mesmo bom.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Perninhas de frango no forno



Assar frango no meu forno não é uma coisa muito comum cá em casa. Acho sempre que não é a mesma coisa do churrasco e por isso evito. Mas nas minhas incursões pela blogoesfera vejo sempre perninhas de frango lindas por isso achei que deveria dar mais uma oportunidade ao frango assado!

O que usei:
8 perninhas de frango (só os cotos)
sumo de 1 limão
orégãos
sal q.b.
alho em pó  q.b.
1 fio de azeite

Como fiz:
Retirei as perninhas do congelador e dentro do saco de congelação deitei o sumo de limão, os orégãos, o alho em pó e o azeite. Deixei no frigorífico a descongelar - e a marinar - de um dia para o outro.
Coloquei num tabuleiro com grelha - para os sucos não cozerem a carne - e temperei com sal. Levei ao forno cerca de 35 a 40 minutos a 200º. Durante a assadura fui virando as pernas para não se queimarem. Todos adorámos.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Stogonoff de pescada



As refeições de peixe cá em casa, se fossem planeadas pelos miúdos seriam sempre salmão ou salada de atum com feijão frade.
Por isso a imaginação por vezes tem de levar a melhor ou então é uma refilisse sem fim.
Um destes dias de fim de semana, que não me apetecia sair do sofá para cozinhar algo muito demorado pensei em fazer mimos de pescada em papelotes... mas isso obrigava a descascar batatas e fazer acompanhamentos que não me apetecia... Havia um restinho de arroz no frigorífico por isso lembrei-me de uma coisa com molho, et voilá saiu um strogonoff!

O que usei:
um fio de azeite
1/2 cebola picada
100 gr de polpa de tomate
uma embalagem de mimos de pescada (6 unidades)
1 lata de cogumelos
1 pacote de natas
1 colher de chá de orégãos
sal q.b.

Como fiz:
Coloquei um fio de azeite numa frigideira anti-aderente e fritei a cebola. Como deixei fritar demais acabei por retirá-la.
Juntei o peixe descongelado e coloquei por cima a polpa de tomate. Deixei cozinhar em lume médio.
Juntei o sal e os cogumelos e deixei apurar tudo, no total talvez uns 15 minutos.
Juntei as natas e os orégãos e deixei cozinhar as natas mais 5 minutos.
Servi com arroz de alho, batatas fritas e salada.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Bulgur com legumes assados e hamburguer no forno



Os acompanhamentos são o mais difícil de variar porque os miúdos querem sempre batatas, arroz ou massa e não comem mais nada.
Quando tenho mais vontade de variar acabo por fazer 2 acompanhamentos diferentes - normalmente comemos salada para não comer o arroz, batatas e massa.
Desta vez quis experimentar bulgur que apanhei numa promoção temática no LIDL sobre o médio oriente.

O que usei:
1 copo de bulgur
2 copos de água
sal q.b.
1 courgette
1 beringela
2 cenouras
cogumelos a gosto
sal q.b.
azeite q.b.
alecrim seco q.b.
tomilho seco q.b.
1 folha de louro
1 dente de alho esmagado com a casca

Como fiz:
Cortei os vegetais todos em rodelas pequenas e coloquei num tabuleiro de forno (tipo pirex) e temperei com azeite, sal, alecrim, tomilho, orégãos, louro, um dente de alho e coloquei no forno a 200º 20 minutos.
Entretanto coloquei o bulgur a cozer de acordo com as instruções do pacote - é basicamente como o arroz 1 medida de bulgur para 2 de água e temperar de sal.
No fim coloquei o bulgur no prato e cobri com os vegetais. Foi o acompanhamento de uns hamburgueres que coloquei no forno a assar enquanto assava os legumes.

Como sobrou não só bulgur como legumes assados juntei tudo na mesma caixa para guardar no figorífico para o dia seguinte. E não é que estava ainda melhor? O molho dos legumes hidratou ainda mais o bulgur e ficou delicioso. Dá uma refeição vegetariana fantástica! E também serve muito bem como salada num picnic, porque se come maravilhosamente frio.